Foto Clube Rio do Sul

 

Fundado em 25/novembro/1992
Sede: Rio do Sul - SC

Histórico:

O Foto Clube Rio do Sul foi fundado em 25 de Novembro de 1992. Trabalharam por 2 anos promovendo exposições e outras atividades na cidade de depois disto, adormeceram por 18 anos. Em meados de 2010, um grupo de pessoas, que se conheceram em um dos cursos de fotografia da cidade, demonstram interesse em montar um foto clube sem saber que já existia um. Em janeiro de 2011, depois de pesquisas realizadas nos cartórios da cidade, foi descoberto a existência do Foto Clube de Rio do Sul(nome que levava até aquele momento). Fica resolvido pelo grupo que, apesar de muito mais trabalhoso e caro, o anterior seria mantido e, assim foi! Muito trabalho mas valeu a pena.

O Foto Clube Rio do Sul conta hoje com 12 associados onde, dois deles, são da antiga fundação, Dr. Roberto Farias(atual vice-presidente) e Sr. Günther Hübsch(conselheiro fiscal). Nós, novos, somos brindados com as experiências destes dois sócios o tempo todo, além do bom humor e alegria que eles trazem com a paixão pela fotografia. Este é o espírito do nosso Foto Clube, paixão pela fotografia, alegria e partilhar nossas informações.

Diretoria:

Adriane Nassralla Kassis – Presidente - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Dr. Roberto Farias – Vice-presidente

Rodrigo Färber – Diretor Financeiro

Rodrigo Demarch – Diretor de Fotografia

 

 

 

 

 

Um pouco de Rio do Sul:

É uma cidade de aproximadamente 65 mil habitantes, conhecida como a capital do de jeans do Brasil além de outas tantas fábricas focadas no vestuário. Cidade de geografia favorável a cachoeiras e montanhas, clima que varia da neve no inverno ao forte calor do verão. Italianos, Alemãos e Portuguese se instalaram por aqui e com isto costumes e a culinária deste povo é forte na nossa cidade. Contamos com vinículas, fábricas de embutidos e outros atrativos para quem aqui vier.

Segue abaixo alguns pontos de Rio do Sul que valem ser conhecidos.

- Cachoeira da Magia (35 m)

Trinta e cinco metros de altura, muita água, verde e tranquilidade. É o cenário visto por quem chega à Cachoeira da Magia. No verão é comum a presença de muitas pessoas tomando banho na piscina natural, ou então se divertindo no pêndulo humano e no rapel. Também existe uma tirolesa, mas não está termina, faltam ainda algumas peças.

O esporte radical é feito com os equipamentos de segurança necessários para garantir a integridade física de quem o pratica. Rosa diz que não há ainda espaço adequado para uma lanchonete ou restaurante, mas vendem bebidas e salgadinhos. Além da cachoeira os visitantes podem acompanhar Rubens em caminhadas para explorar as encostas das montanhas, onde existem mais três quedas d´água e uma caverna." Final da Rua Gustavo Hasse - Bairro Bela Aliança, distante 14 km do centro (catedral)

- Catedral São João Batista

A construção da Catedral foi iniciada em 1950 e concluída no ano de 1957. Em construção neo-gótica, localização elevada e privilegiada no centro da cidade, forma um conjunto harmonioso com o Colégio Dom Bosco, Praça Ermembergo Pellizzetti e monumento do Cristo.
Seu interior ostenta técnicas construtivas expressivas e singulares, mão-de-obra apurada, nichos que contém imagens sacras numa proporção estudada e perfeita, abóbadas, colunas, altar principal imponente decorado em mármore, pinturas nas paredes e teto das mais variadas, luminárias e vitrais de riquíssimo valor, que além de conterem nomes de famílias da região envolvidas nas suas doações.

- Morro do Funil

Natureza e Ecoturismo Morros, Picos e Serras "Olhando do asfalto não dá para acreditar que é possível chegar lá em cima. No topo do morro existe uma capelinha. A estrada de acesso é estreita, e praticamente contorna a montanha. Quase no final da subida é preciso tomar cuidado com o veículo por causa dos valos e das pedras soltas da estrada. No final do percurso há uma cerca, e à direita há um caminho para subir a pé até a capela. Em dias de chuva não é aconselhável se aventurar.
Outra atração do Morro do Funil fica logo que começamos a subir. Em uma entrada à direita, fica a propriedade de Valmor Baldo. A natureza lá é maravilhosa, ao lado da casa há uma lagoa linda, que mais parece ter sido tirada de um filme. No terreno também existe uma figueira gigante e trilhas para caminhar no mato. Mas é preciso autorização por se tratar de propriedade privada." Estrada Morro do Funil Bairro Valada São Paulo, distante 16 km do centro.

- Morro dos Três Picos (965 m)

Natureza e Ecoturismo Morros, Picos e Serras Os Três picos está localizado na Serra Taboão, há cerca de 25 km do centro da cidade. O local é fácil de ser encontrado, já que ao longo do trecho diversas placas indicam a localização, desse ponto muito visitado na capital do Alto Vale. Porém é preciso ir com calma, já que em alguns pontos a estrada não está em boas condições.

- Vinícola Molinari

A Vinícola Molinari é uma das mais estruturadas vinícolas da região. A produção de vinho vem passando de geração para geração, com aproximadamente 90 anos de história. Na visita à vinícola você poderá degustar de um delicioso vinho enquanto conhece todo o processo de produção. O atendimento da Vinícola funciona de segunda à sábado.

- Rodovia das Bromélias

Na Bela Aliança existe a antiga "Estação Ferroviária de Matador". Ela foi inaugurada em 1933 e parou suas atividades em 1971, a ferrovia foi extinta e substituída pelas rodovias. A sensação de entrar em um vagão de trem é como se estivéssemos numa máquina do tempo. Olhando os assentos, podemos imaginar as pessoas que usavam a Maria Fumaça como meio de transporte, na época dos nossos avós.

Em 2004 a Estação de Matador começou a ser restaurada pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária) e pela Tremtur (Fundação Estrada de Ferro Vale do Itajaí). Além do maquinista e do foguista, a ABPF fornece o material rodante, ou seja, a locomotiva e os vagões. A Tremtur é responsável pelo gerenciamento da reforma e pela coordenação dos passeios. Graças à união destas duas entidades as pessoas podem conhecer a locomotiva, os vagões e andar de trem por um pequeno trecho. O projeto de reimplantação da Estrada de Ferro Santa Catarina (EFSC) para fins turísticos foi batizado de "Ferrovia das Bromélias

- Recanto Cachoeira dos Índios (60 m)

Natureza e Ecoturismo Cachoeiras, Cascatas e Saltos "A água cai de uma altura de 60 metros, emoldurada por lindos paredões rochosos. Há 29 anos os proprietários do terreno encontraram ossos de indígenas. Em 2001 foram encontradas mais algumas ossadas.
A natureza na Cachoeira dos Índios é generosa, são muitas as bromélias, velhas árvores e plantas da mata atlântica. Os visitantes também podem encontrar animais como o quati, tatu, macaco prego, bugio, tucano e tirivas.
O nome foi inspirado no cemitério indígena que havia no local, onde foram encontradas ossadas humanas de povos nativos. Lá, também se encontra uma grande área verde e um trecho de cerca de 1 quilômetro que deve ser percorrido até chegar à principal queda d'água de cerca de 60 metros. " Ponto final da Rua dos Vereadores, Fundos Itoupava, distante 17 km do centro (catedral).

Estes são apenas alguns pontos turísticos da cidade que, certamente, rendem sempre belas imagens.

Copyright