Fotoclube Cultura Mogi

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail



Sede - Mogi Guaçu - SP

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.  



HISTÓRIA

Data da Fundação: 01/junho/2011

O Fotoclube Cultura Mogi foi criado com a finalidade de proporcionar (à sociedade guaçuana, bem como todos os moradores das cidades vizinhas a Mogi Guaçu) contato com o universo fotográfico além de buscar atingir diversas áreas da cultura que possibilite aos associados desenvolvimento e participação cultural. Passando a ser nosso objetivo promover e integrar a Cultura através do olhar da fotografia.


DIRETORIA 

Presidente:
Maurício Lucas Guerra 
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.



Diretor Tesoureiro: 
Douglas Cristiano da Silva 
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.



Diretor de Fotografia: 
Carlos Silvestre Bueno de Almeida
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 






Breve relato sobre a história e belezas turísticas da cidade:

Cortada pelo rio que originou seu nome, cujo significado na língua dos primeiros habitantes é "Grande Rio Que Serpenteia" ou Rio das Cobras.

O desenvolvimento econômico começou com a produção de café e a instalação do ramal ferroviário da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro (1875). Em 9 de abril de 1877 a Freguesia de Conceição do Campo tornou-se Mogi Guaçu. Passou a ser comarca somente em 30 de dezembro de 1966.

Hoje, Mogi Guaçu tem um perfil diversificado, abrigando empresas do ramo de papel e celulose, de alimentação, de metalurgia e de cosméticos, entre outras espalhadas nos cinco distritos industriais. Além da diversificação industrial, uma características de poucos municípios, Mogi Guaçu também se destaca pela sua produção agrícola da laranja (que ocupa o terceiro lugar na produção estadual) e do tomate (terceiro lugar na produção do estado). O comércio também alcançou uma independência, atraindo consumidores de cidades vizinhas. O comércio cresceu em torno da igreja matriz Nossa Senhora da Imaculada Conceição, que se tornou a padroeira do município, localizada na praça Rui Barbosa, conhecida como Recanto.

Os movimentos culturais também formam a história do município. Há 22 anos é realizado o Feteg (Festival de Teatro do Estudante Guaçuano), há 21 o Encontro de Coros. O Centro Cultural abriga a Escola Municipal de Iniciação Artística (Emia) e o Teatro Municipal Tupec com capacidade para 450 lugares. No esporte, um dos eventos mais tradicionais é a Maratona Esportiva Guaçuana, que é realizada há 32 anos.

Artes

  • Escola Municipal de Iniciação Artística
  • Corporação Musical "Marcos Vedovello"

Bibliotecas

Fazendas e Sítio históricos

  • Fazenda Campininha
  • Fazenda Cataguá

Museus

  • Museu Histórico Hermínio Bueno

 Atrativos naturais

  • Horto Florestal Municipal
  • Parque Chico Mendes
Banner